Bom dia, 12 de Dezembro de 2019


TSE quer responsabilizar candidato que compartilhar fake news nas eleições 2020

Segunda - 18/11/2019 - 06h30
Foto: Divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quer proibir e punir, de forma explícita, o compartilhamento de fake news durante as campanhas eleitorais de 2020. Para ajudar no controle, foi implementado, por meio de resolução, um mecanismo contra o compartilhamento de notícias falsas. No documento, disponibilizado para consulta no último dia 9, está previsto que a utilização na propaganda de informação veiculadas por terceiros "pressupõe que o candidato, partido ou coligação tenha procedido à checagem da veracidade e fidedignidade". Ainda, a partir de agora, os partidos precisam demonstrar o uso de “fontes de notória credibilidade”. Caso haja dúvidas quanto ao cumprimento da norma, o TSE destacou que é possível um adversário político, que se sentir ofendido, pleitear direito de resposta, sem prejuízo de eventual responsabilidade penal. A preocupação surgiu após as eleições de 2018 terem sido marcadas pelo compartilhamento de fake news por diversas candidaturas, a maior parte com a ajuda das redes sociais. Inúmeros disparos de mensagens em massa continuam sob investigação na corte.

comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.