Grupo chinês compra complexo eólico de Cristalândia

Quinta - 04/07/2019 - 10h00
Foto: Arquivo | Informe Sudoeste

Capaz de gerar cerca de 350 GW/h por ano – energia suficiente para atender o consumo anual de mais de 170 mil residências –, o Complexo Eólico Cristalândia, na região sudoeste da Bahia, foi comprado pelo grupo chinês CGN Energy International Holdings Co. Limited (CGNEI). Em plena operação comercial desde setembro de 2017, com capacidade instalada de 90 MW e implantado nos municípios de Brumado, Rio de Contas e Dom Basílio, o Complexo Eólico Cristalândia recebeu investimentos de R$ 733,4 milhões e gerou 1,3 mil empregos em toda a cadeia produtiva, na fase de implantação. A Enel Green Power Brasil, que ficará responsável pela operação das plantas até 2021, vendeu outros dois parques renováveis em operação no Estado, por cerca de R$ 2,9 bilhões. São eles: o Complexo Solar Lapa (158 MW), localizado em Bom Jesus da Lapa, e o Complexo Solar Nova Olinda (292 MW), localizado no Piauí. O complexo solar LAPA, composto pelas plantas Bom Jesus da Lapa (80 MW) e Lapa (78 MW), entrou em funcionamento em junho de 2017 e na fase de implantação do empreendimento, a Enel investiu R$ 675,5 milhões com geração de aproximadamente 3,6 mil empregos em toda a cadeia produtiva.